Quais cartas e plantas podemos gerar através do mapeamento aéreo com drones?

Tempo de leitura: 4 minutos

Você sabe como podem ser os produtos gerados após o processamento fotogramétrico para os contratantes projeto de mapeamento aéreo com drones? Descubra aqui!

Uma pergunta frequente dos nossos clientes é sobre como podem ser apresentados os produtos gerados após o processamento fotogramétrico para os contratantes de um projeto de mapeamento aéreo com drones.

Nessa matéria irei falar sobre umas das formas mais completas para apresentar resultados do mapeamento aéreo: as cartas e plantas topográficas. Além disso, falaremos sobre quais tipos mais utilizados para apresentar seus resultados. Leia a matéria Entenda o Fluxo de Trabalho no Agisoft PhotoScan para saber como e quais são os produtos gerados no processamento fotogramétrico.

Mapas, cartas e plantas topográficas são usadas para representar a superfície terrestre e orientar a humanidade desde os seus primórdios e ainda continua sendo uma das formas mais completas para apresentar informações e características do relevo.

Figura 1: Babilónia, cerca de 700-500 AC

Para começar vamos entender um pouco o que é mapa, carta e planta, bem como diferenciá-los.

“Mapa é uma representação de uma área geográfica ou parte da superfície da Terra, desenhada ou impressa em uma superfície plana. Contém uma série de símbolos convencionais que representam os diferentes elementos naturais, artificiais ou culturais da área delimitada no mapa. Seu tipo básico é o mapa topográfico, que mostra os elementos naturais da área analisada e também certos elementos artificiais, além das fronteiras políticas”. Fonte: https://www.edumedeiros.com/geografia/mapas

Figura 1: Mapa Político do Brasil

Já as cartas e plantas topográficas geralmente são uma representação, em escala, sobre um plano dos acidentes naturais e artificiais da superfície terrestre de forma mensurável, mostrando suas posições planimétricas e altimétricas.

A distinção mais usada para mapa cartas e plantas é a escala, onde pequenas escalas, com denominador acima de 100000 são produtos classificados como mapa, escalas médias entre 10000 a 100000 como carta e grandes escalas, menores que 10000 em seu denominador como plantas. Para saber mais sobre este assunto acesse a matéria (Você sabe a diferença entre mapa, carta e planta?)

Dificilmente através do mapeamento aéreo, especialmente com drones, vamos gerar um mapa. Serão cartas e plantas que utilizaremos para apresentar os resultados seja de forma digital ou impressa.

Abaixo temos os modelos mais utilizados  de cartas e plantas topográficas.

Plantas de situação

Os produtos utilizados para confecção deste modelo de planta são as curvas de nível e pontos cotados obtidos do MDT e a vetorização das feições de interesse feitas em cima do mosaico de ortofotos.

Para confeccionar esta planta foi utilizado o AutoCad Civil 3D. Uma característica importante é a quantidade de informações presentes já que a escala do produto utilizada é grande. Geralmente é utilizado em obras de engenharia e atualização cadastral.

Carta Planialtimétrica

Os produtos utilizados para confecção deste modelo de carta também são as curvas de nível e pontos cotados obtidos do MDT, e as vetorizações feita em cima do mosaico de ortofotos.

Para confeccionar esta carta foi utilizado o Qgis e que também pode ser feita no ArqGis. Este produto é utilizado em obras de engenharia e planejamento urbano e na área rural para planejamento de plantio.

Ortofotocarta

Esta carta tem todas as informações presentes na carta anterior com a vantagem de apresentar o mosaico de ortofotos, tendo uma grande quantidade de informações visuais, assim sendo hoje o produto mais requisitado no mercado se tratando de cartas topográficas.

Carta hipsométrica

Os produtos utilizados para confecção desta carta são as curvas de nível e pontos cotados obtidos do MDT e um MDT gerado a partir das curvas de nível representado pelas cores hipsométricas para demonstrar visualmente a declividade do relevo.

A carta pode ser feita no Qgis e  ArqGis. Este produto é utilizado para estudos altimétrimetricos do relevo para obras de engenharia e planejamento urbano e rural.

Uma outra vantagem das cartas e plantas e a possibilidade de realização de mensurações  de área e distâncias caso sejam impressas, pois apresentam escala constante em todo o produto.

Se quiser saber mais sobre quais produtos, outros tipos de cartas e plantas e que podem ser geradas através do mapeamento aéreo com drones e outras aplicações, veja a Map week onde apresentamos todos as informações e aspectos importantes  para quem deseja empreender neste mercado.

Por: Maurício Campiteli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *