Para que serve o GSD?

Para que serve o GSD?

A Aerofotogrametria, a ciência por trás do mapeamento aéreo está ficando cada vez mais popular devido à chegada dos drones no mercado. Se você está entrando neste universo com certeza já deve ter se deparado com a sigla GSD, certo? Nesta matéria iremos abordar o que é a sigla GSD e qual a sua importância no mapeamento aéreo.

O que esperar da DroneShow 2016?

O que esperar da DroneShow 2016?

O Droneshow atrai muitos empresários interessados em conhecer as potencialidades dos drones e incorporá-las as suas atividades. Afinal, nós somos capazes de trazer um ponto de vista totalmente novo, carregado de uma riqueza de detalhes que enche os olhos de qualquer um. Muitos são os produtos e ainda existem muitos outros a serem criados, só depende da criatividade e das demandas que surgem em conversas, em eventos como o DroneShow, por exemplo, entre empresários, clientes e profissionais dos drones.

Levantamentos com VANTs na África

Levantamentos com VANTs na África

Quando a realização de pesquisas acontece em países perto do Equador, as condições ambientais podem ser duras. Calor, poeira e umidade podem perturbar o equipamento sensível, enquanto os nativos desconfiados podem obstruir a empresa. O autor compartilha experiências de realização de um levantamento com VANTs na savana de Benin, na África Ocidental.

O uso de drones em desastres ambientais

O uso de drones em desastres ambientais

Desastres ambientais não são causados, necessariamente, apenas por fenômenos naturais ou climáticos, mas por outros fatores como erros de dimensionamento em projetos de engenharia, qualidade de matéria prima, falta de monitoramento de processos ou estruturas, negligência, imperícia, inobservância de protocolos, redução de custos, entre outros. Nesta categoria podemos citar o derramamento de óleo no Golfo do México em 2010 ou, mais recentemente, o rompimento de barragens de rejeito em Itabirito e Mariana, Minas Gerais.

Prazo para uso de VANT no combate ao Aedes é reduzido

Prazo para uso de VANT no combate ao Aedes é reduzido

Brasília, 23 de fevereiro de 2016 – Os órgãos públicos que solicitarem utilização de VANT (veículo aéreo não tripulado) no combate ao mosquito Aedes Aegypti à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) serão atendidos em até nove dias. A redução do prazo, que é de 60 para até nove dias, é uma das ações da parceria entre a Secretaria de Aviação Civil (SAC-PR), Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) para combate ao mosquito.

Tecnologia em foco: combinação de imagens densas

Tecnologia em foco: combinação de imagens densas

Nuvens de pontos são cada vez mais uma fonte de dados principal para informações 3D. Por muitos anos, sistemas LIDAR tem sido a principal forma de criar nuvens de pontos. Mais recentemente, os avanços no campo da visão de computador permitiram a geração de nuvens de pontos detalhadas e confiáveis a partir de imagens – não só a partir de fotografias aéreas tradicionais, mas também de fotos não calibradas de câmeras da consumidor. Leia para saber mais sobre a combinação de imagem densa, a poderosa tecnologia subjacente a este desenvolvimento.

Mission Planner: Se não o conhece, você precisa conhecê-lo

Mission Planner: Se não o conhece, você precisa conhecê-lo

Quando falamos do mercado dos VANT’s (Veículos Aéreos Não Tripulados) popularmente conhecido como Drones falamos num mercado bilionário que abrange diversos segmentos como, o mercado militar que foi onde se originou os drones, assim como o GPS, o mercado de hobbie sendo mais uma opção para os amantes de aeromodelismo, o mercado de mídia onde os drones tornarem-se uma opção mais barata para os helicópteros.