Drones Híbridos: A terceira categoria de drones

Tempo de leitura: 4 minutos

Os sistemas aéreos não tripulados (VANT) – aeronaves que voam sem pilotos humanos a bordo – dispararam em popularidade como levantamento de dispositivos. Hoje eles são aplicados em uma ampla variedade de mapeamento 2D e 3D, para inspeção e tarefas de monitoramento. Até agora, existem duas grandes categorias: asas fixas e multicópteros. No entanto, os avanços recentes levaram a uma terceira categoria: Drones Híbridos, que combina o melhor dos dois anteriores.

drones hibridos

Depois de voo, o sistema de navegação por satélite (GNSS) gravado usa as informações para georreferenciar os dados do sensor. Os sensores a bordo incluem câmeras RGB, câmeras infravermelho próximo (NIR), sensores térmicos de infravermelhos (TIR) e o sistema Lidar. Alguns drones permitem dois ou mais sensores a bordo para que as imagens NIR e pontos Lidar possam ser gravados ao mesmo tempo.

A rápida ascensão dos Drones seguiu-se a partir de uma convergência em uma década de desenvolvimentos. Micro-eletrônica, auto-pilotagem, comunicação sem fio, supermateriais e ainda câmeras digitais leves e compactas, software de processamento de imagem, a miniaturização dos sistemas GNSS e IMU, baterias de alta carga – tudo isso se reúne em um VANT.

O progresso da capacidade de energia de baterias de alta carga é apenas de 7% por ano e, em comparação com os outros componentes dos drones, a bateria contribui notavelmente para a carga. Apoiado pelas realizações da inteligência artificial, o software fotogramétrico de hoje permite a automatização elevada da cadeia, desde o planejamento de voo, a auto-calibração de câmeras do consumidor da classe e aerotriangulação, até a criação de DEMs e ortomosaicos bem como a sua confluência: paisagens 3D e modelos de cidades.

A GIM International’s UAS Especial 2014 I agrupou os VANT’s em duas grandes categorias: asas fixas e multirotor. O primeiro tipo usa as habilidades soerguimento de suas asas para reduzir o consumo de energia e, assim, permanecer no ar por mais tempo que um helicóptero com dimensões semelhantes. As asas também permitem voar de alta velocidade e a captura de áreas maiores por voo. A asa fixa é, portanto, mais adequado para mapeamento 2D e 3D de áreas extensas do que um multirotor. Então, por que usar um multirotor?

“Copters” são mais manobráveis, eles podem pairar e, em contraste com asas fixas, eles podem descolar e aterrar em espaços pequenos. Como eles pode-se subir e descer verticalmente. Assim, um helicóptero é idealmente adequado para a captura de edifícios individuais e pequenas áreas. Então, tenho que escolher limitadamente entre um de asa fixa ou um multirotor, de acordo com o que a minha categoria indica? Não, como resultado dos recentes avanços, tenho que reajustar meu agrupamento em dois tipos e adicionar uma terceira categoria: Drones Híbridos.

Drones Híbridos

A Aerolution, uma empresa com sede em Berlim especializada no desenvolvimento e comercialização drones para fins profissionais, lançou recentemente o Songbird 1400. Este VANT combina as vantagens de ambos os de asa fixa e multirrotor em uma única e mesma aeronave. Basicamente, a aeronave é uma asa fixa, mas os quatro rotores não são montados rigidamente nas asas; as lâminas podem rodar a partir da postura vertical, normal para uma asa fixa, a horizontal. A pose horizontal fornece a aeronave a descolagem e a aterragem (VTOL) capacidade vertical, como se fosse um multirrotor.

Com uma envergadura de mais de 3 metros e peso máximo de decolagem (MTOW) de 7,8 kg, o VANT pode tomar o voo com velocidades de vento de até 6 Beaufort (13 m/ seg) e permanecer no ar por mais de uma hora, desde que a instalação do multirrotor seja utilizada apenas para o lançamento e pouso. Pairando e em outras manobras, durante a captura de dados consomem a mesma quantidade de energia que um helicóptero, reduzindo o tempo de ar.

Ao contrário de outras asas fixas, os drones híbridos não precisam de uma pista, catapulta ou pára-quedas. Isto reduz o risco de danos aos sensores a bordo e outros componentes.  O VANT pode transportar dois sensores, por exemplo, um sensor de TIR e uma câmara RGB, simultaneamente. Durante a Intergeo 2015, realizada em Stuttgart, o Dr. Hans-Peter Thamm, um dos fundadores da Aerolution, fez uma demonstração exterior de forma convincente. 

Confira um vídeo do SONGBIRD em ação:

Fonte: GIM International

Traduzido e adaptado

Que tal se aprofundar ainda mais através de um curso totalmente online? As aulas são gravadas e você pode acessá-las quando quiser e quantas vezes forem necessário, você tem a liberdade de realizar o curso de acordo com seu horário livre o no conforto da sua casa. Caso surja alguma dúvida você terá acesso a um grupo de discussão no Facebook onde suas dúvidas são respondidas por Engenheiros Cartógrafos especialistas em fotogrametria. Além disso, você pode fazer networking com pessoas com o mesmo objetivo que você, já são mais de 500 matriculados e mais de 200 alunos interagindo no grupo de discussão.

Curso: Mapeamento Aéreo com Drones

 

 

4 Comentários


  1. Tenho interesse, em fazer o curso completo do softwares para utilização de DRONES na Agricultura e Mapeamento em pequenas áreas, assim como a aquisição do DRONE com os softwares e equipamentos necessários para os serviços descritos.

    Gostaria então, que se possível me me enviassem o CUSTO, total do equipamento completo para os serviços em referencia, assim como o Curso.

    Pretendo fazer a aquisição do Equipamento, mas sob a orientação de V.Sa..

    Agradeço a atenção que já estou recebendo por parte da empresa, e aguardo retorno ja com preço, referencia dos equipamentos assim como a forma de pagamento.

    O Curso pretendo também iniciar imediatamente.

    Obrigado.
    Wandenkolk M Martins

    Responder

  2. Olá Manoel!
    Estou interessado em importar um drone diretamente. Você saberia informar quais os impostos envolvidos nisso? Acha melhor ir lá fora e trazer na bagagem?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *