Drones são as novas tecnologias usadas para monitoramento de lavouras

Tempo de leitura: 2 minutos

No começo do mês de abril, o pesquisador EMBRAPA Instrumentação, Lúcio Jorge, falou sobre o mercado que está trazendo novas tecnologias de ponta para o monitoramento de lavouras. Essa inovação está diretamente relacionada ao uso de drones.

Nessa nova tecnologia, com o uso de sensores multi e hiperespectrais é possível enxergar melhor os detalhes das plantas.

De maneira simples, os sensores multi e hiperespectrais são câmeras que enxergam um pouco mais que a câmera comum. A multiespectral é uma câmera que enxerga no infra vermelho e pode aplicar um diagnóstico para o produtor. Um exemplo do que essa tecnologia é capaz de fazer, é mostrar como está a parte nutricional da planta.

Já com o sensor hiperespectral é possível detectar detalhes como pragas, doenças e até a parte de alteração metabólica da planta, logo no início da infestação.

Segundo Lúcio, as câmeras hiperespectrais já estão disponíveis no mercado, ainda com um preço muito alto. Por enquanto, essa tecnologia está em fase de pesquisa nas universidades, explorando as ferramentas de interpretação desses dados, já que são maiores e complexos.

DRONES

São registrados na ANAC mais ou menos 90 mil drones e estima-se que pelo menos 70% deles são voltados para o mercado agro. Porém, muitos desses drones são pequenos, com câmeras comuns, enquanto as câmeras multi e hiperespectrais são encontradas com menor frequência.

Para entender passo a passo da agricultura digital e saber mais sobre o uso dos drones nessa área acesse o link a seguir: http://blog.droneng.com.br/o-que-e-agricultura-digital/

Vale lembrar que, no caso das lavouras, o drone sozinho não é a solução. Essa tecnologia não oferece o diagnóstico pronto e por isso deve-se ficar bem atento quanto ao dado, se ele foi bem calibrado. O drone é uma camada de informação a mais, uma complementação ao produtor, que o ajuda no momento de tomar decisões.

VANTAGENS DESSA NOVA TECNOLOGIA

Com os drones, o produtor consegue enxergar as diferenças da produção. É possível identificar as áreas onde é necessário aplicar o produto ou então controlar as áreas que não precisam, gerando consequências positivas como:

  • Economizar dinheiro
  • Reduzir o impacto ambiental
  • Aumentar o lucro da lavoura

As informações dessa matéria foram retiradas do site: https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/233515-sensores-multi-e-hiperespectrais-em-drones-sao-as-mais-recentes-novidades-para-monitoramento-de-lavouras.html


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *