Saiba como a Agricultura Digital com drones diminui custos e aumenta a produtividade da sua lavoura!

Tempo de leitura: 6 minutos

Espera aí! Você ainda não conhece a Agricultura de Digital com Drones? Quantas vezes você plantou uma determinada cultura, cultivou o melhor que você pôde e ao colher os resultados foram bem abaixo do que imaginou?

William Asaph Yanraphel
Você está cansado de ter pragas, fungos, bactérias, daninhas e infertilidade como inimigos número um do seu plantio? Não sabe como aumentar a produtividade e diminuir os custos?

Então esse post é para você! Continue lendo e saiba como a agricultura digital com drones pode ser útil para que você aproveite o potencial máximo de vigor da sua lavoura, investindo menos do seu tempo e dinheiro.

O que é agricultura convencional?

Agricultura Convencional (AC) é formada por práticas e técnicas que tiveram início a partir da Revolução Verde, pós-segunda guerra mundial que tinha por objetivo a expansão da produção agrícola.

Para o aumento da produtividade é praticado o manejo por meio do uso de máquinas e implementos para o preparo do solo; corretivos de solo com práticas como: calagem, adubação; uso de espécies ou variedades adaptadas ou modificadas para produção em todas as ocasiões e necessidades possíveis e o uso de produtos fitossanitários, ou seja, aqueles destinados a controle de pragas e doenças em plantas.

As técnicas de agricultura convencional se limitam a fazer uma análise mais superficial da área, ou seja, é realizado uma média de aplicação de produtos, advindas de uma técnica de amostragem (MIP), que no resultado final apresentará uma menor taxa de produção e o aumento de perdas no processo, por se tratar de uma aplicação de taxa fixa em área total.

Mas afinal, qual seria a solução mais ideal e econômica a longo prazo? A agricultura digital com drones! Continue lendo e saiba porquê!

agricultura digital com drones

O que é agricultura digital com Drones?

É considerado agricultura digital com drones (AP) o sistema de produção adotado por produtores que possuem nível tecnológico avançado, que trabalham com um sistema de gerenciamento de informações.

Alguns conceitos surgiram a partir do uso destas técnicas, como os de aplicação de insumos em taxa variáveis e o SIG (Sistemas de Informação Geográfica). O objetivo é focar grandes áreas de modo a fazê-las homogêneas balanceando a média de aplicação de insumos.

Um dos benefícios da agricultura digital com drones é a assertividade nas atividades em campo, pois o planejamento prévio junto das técnicas permite uma melhor qualidade nos produtos e redução de custos para o produtor.

Entenda mais essa relação de custos e benefícios no tópico a seguir!

Custos

O custo de produção é composto basicamente por três fatores: hora máquina, mão de obra e insumos. Toda a aplicação é feita para evitar um dano econômico direto ou indireto, que é quando uma praga, doença ou nível de fertilidade atinge a planta e faz com que ela deixe de demonstrar o seu potencial produtivo.  

Quando é dito que a agricultura digital com drones diminui os custos significativamente há de se considerar que depende de uma soma de fatores que influenciará no resultado final, como por exemplo: a escolha de herbicidas, inseticidas, fungicidas, adubos e etc. Cada fator desses possui um preço, o que faz com que os custos variem de acordo com cada escolha e dosagem.

Alguns fatores podem ajudar a diminuir custos e aumentar a produtividade resultando num melhor aproveitamento de resultados. Saiba quais são eles!

1. Homogeneização

Deixar uma área homogênea quer dizer torná-la inteiramente uniforme. Quando se aplica às técnicas da agricultura digital com drones é possível evitar manchas no solo, desperdício de produtos químicos em áreas que não necessita, o que impacta diretamente na busca pela homogeneização da área em questão.

Quando uma área é homogeneizada, o produtor consegue aplicar a mesma quantidade de produtos químicos de forma geral, isso gera otimização do maquinário, menos desperdício e menos mão de obra. A visão da agricultura de produção é jogar doses em taxas variáveis para deixar toda a área por igual, ou seja, aplicar o produto ideal, na área onde haja necessidade, no tempo correto

2. Verificação das manchas e reboleiras

A primeira etapa é a verificação de manchas e reboleiras que são sinais de que alguma coisa está interferindo na saúde da planta. Isso é realizado através do sensoriamento remoto e aplicação de índices de vegetação com drones, o famoso NDVI ou NDRE

3. Quantificação de áreas afetadas

Um dos grandes benefícios da agricultura digital com drones é conseguir ter uma visão panorâmica de toda a área e assim quantificar o quão danificada está. Isso permite que estratégias mais assertivas sejam aplicadas.

4. Aplicação em taxa variável

Quando se faz essa aplicação impede-se desperdícios ou o famoso efeito bola de neve que é quando o alvo não é atingido e gera um dano econômico. Isso porque as aplicações de produtos serão controlados e assertivos, e não aleatórios baseado numa média irreal na área. O que influencia nesse efeito também, é a acidificação do solo, através de produtos que estão sendo aplicados sem necessidade, o que onera ao produtor, uma correção através de calagem ou gessagem no ano seguinte.

5. Integração de Mapas de solo, Aplicação e Colheita e Índices de Vegetação

A integração de mapas é como se colocasse um em cima do outro, ou seja, um mapa justificando o outro, pois a planta será o espelho do que tem no solo. Tendo o mapa de solo, de vegetação, o de colheita e o de I.V. é possível fazer uma interposição de mapas e trazer a realidade do que está acontecendo naquela determinada área.

Consideração

O custo de implantação da agricultura digital com drones é maior do que a agricultura convencional, porém a longo prazo os resultados são inúmeras vezes mais vantajosos, isso porque as variáveis do solo estará corrigido; a área será homogênea, o que evita o desperdício de produtos; maior sustentabilidade, isso porque os alimentos que vão para mesa do consumidor final terá sido cultivada somente com doses  produtos químicos necessárias.

Além de tudo isso, se aproveitará 100% daquilo que for cultivado, os maquinários obterão maior durabilidade já que serão usados em aplicações pontuais e a correção de possíveis danos será imediata, evitando assim dores de cabeça e preocupações com avanço e severidade das causas.

Eng. Agrônomo André Aprellini

Agora que você aprendeu como reduzir custos e aumentar a produtividade com a agricultura digital com drones, converse agora com um de nossos especialistas e saiba como dar o start que mudará a realidade da sua lavoura. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *