Os drones estão dominando a agricultura

Tempo de leitura: 2 minutos

Faz somente 100 anos que a agricultura desvinculou-se do poder animal e agora está evoluindo mais uma vez. Os drones são as novas ferramentas inseridas nessa área e o potencial que eles têm na indústria é enorme.

A agricultura está rapidamente se tornando o maior mercado para os drones. Economicamente, eles são muito mais do que a contratação de trabalho eficiente em termos de custo, e eles fazem um trabalho muito mais preciso.

Se antes um trabalhador teve que caminhar pelos campos para coletar dados, os sensores de bordo agora têm o potencial para verificar se há problemas de saúde dentro de culturas, monitorizar a hidratação e acompanhar as taxas de crescimento.

A Associação Internacional de Sistemas de Veículos não Tripulados (AUVSI) divulgou recentemente um relatório demonstrando que com a ascensão do uso de drones, 34.000 empregos na indústria e 70.000 novos postos de trabalho seriam criados nos Estados Unidos. Do mercado potencial, estabeleceu-se que a agricultura compõe cerca de 80% desse total.

IMG_9505

 

O agricultor Mike Geseke de Missouri, Estados Unidos, falou ao The Seattle Times sobre como ele usar um drone fotografar e inspecionar os tubos de irrigação em sua fazenda, um trabalho que necessita atualmente da dedicação de três funcionários. “A economia do trabalho e combustível seria fenomenal”, diz Geseke.

Recentemente, a organização sem fins lucrativos American Farm Bureau and Measure produziu um estudo que para identificar e quantificar os benefícios específicos de tecnologia drone na agricultura em três áreas principais. Estes incluíram atividades como aferir o campo de cultura, mapear terrenos em 3D, e seguro de colheitas. 

Considerando produtos como trigo, milho e soja, os dados recolhidos mostram que agricultores americanos o potencial retorno sobre investimento em cada uma dessas áreas. Por exemplo, ROI na área de aferição da colheita está previsto para US $ 12 por acre para o milho; 2,60 dólares por acre para a soja e 2,30 dólares por acre para o trigo. Calculado, este dado mostra que os agricultores poderiam estar economizando milhões ao empregar drones como mão-de-obra de exploração agrícola.

A evidência é clara que as hélices estão em movimento: os drones estão prestes a assumir a indústria da agricultura!

Fonte: Droneblog

Quer entender melhor sobre a ciência que está por trás do mapeamento aéreo com drones? Inscreva-se abaixo para a palestra online em parceria com o portal MundoGEO que acontecerá dia 27 de agosto, às 14h30.

Webinar-Projeto de mapeamento aereo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *