A semana de mapeamento aéreo urbano Droneng começou

Tempo de leitura: 5 minutos

No primeiro dia da semana de mapeamento aéreo urbano, foram realizados dois webinars aos participantes. Lembrando que essas aulas são totalmente gratuitas e se você não está participando não perca tempo, porque sua inscrição ainda pode ser feita!

Acesse o link a seguir e se inscreva: https://conteudo.droneng.com.br/semana-de-mapeamento-aereo-urbano

PRIMEIRA AULA

A primeira aula do dia foi conduzida pelo fundador da Droneng, Manoel Silva Neto, e teve como tema o mercado de mapeamento aéreo com drones. A aula foi muito rica em conhecimento e continue lendo para acompanhar um pouco do que foi passado aos alunos.

Entre os diversos temas importantes que foram apresentados durante a aula, um deles foi sobre as etapas de um mapeamento aéreo. Tudo começa dentro do escritório, analisando as necessidades do cliente, e decidindo qual GSD usar, que no caso, irá definir quais objetos irão aparecer nas imagens realizadas.

Depois disso, deve ser feito o planejamento de voo, no qual chegando a campo a aeronave já vai seguir o planejamento que foi feito antes.

Após o planejamento, se vai a campo para realizar o voo. No caso dos drones, o mesmo tem o GPS embarcado e portanto, vai fazer automaticamente a rota planejada, tirando as imagens.

Como utilizar o drone no meu negócio?

O drone é apenas uma coleta de informações.  O mercado da engenharia, das exatas, é um ramo difícil, porém não é impossível e por isso os profissionais sempre devem estar dispostos a gerar produtos de qualidade.

Não adianta decolar uma aeronave sem saber o que fazer, ou seja, se deve ter uma definição da metodologia.

Um exemplo muito simples: quem tem um drone considerado ruim, mas tem uma boa metodologia irá gerar produtos de qualidade, agora quem tem o melhor drone do mercado, mas uma péssima metodologia, realizará produtos sem qualidade.

São encontradas duas atuações dentro desse mercado:

  • Empreendedor
  • Profissional

INTERAÇÃO

Durante as aulas, os alunos conseguem enviar perguntas ao professor para que ele responda de forma imediata. Separamos algumas delas e colocamos aqui para vocês, porque talvez essas também sejam as suas dúvidas.

Marcos Paulo Felix Alves: “Qual software é necessário para fazer o mapeamento?”.

Manoel Silva Neto:“Você vai precisar de um software para fazer o planejamento de voo ou aplicativo, então se é asa fixa geralmente o mais utilizado é o mission planner, que é um software de código aberto, gratuito e se você for trabalhar com multirotor, principalmente o DJI, você vai trabalhar com aplicativos de voo, o mais comum é o Drone Deploy, existem outros também cada um com a sua peculiaridade. Tem os softwares para processar os dados, então tem o software desktop, tem os principais do mercado que é o Agisoft e o Pix4D, existem outros também, mas esses são os principais. E também vai existir o processamento em nuvem, que para o mapeamento aéreo urbano não funciona muito bem, porque se trata de uma área heterogênea”.

SEGUNDA AULA

A segunda aula do dia foi feita pelo Cláudio Pereira Ribeiro e teve como tema as dicas e segurança para os pilotos de drones, abrangendo as normas e legislações.

Existem três órgãos regulamentadores:

  1. ANATEL – Agência Nacional de Telecomunicações
  2. ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil
  3. DECEA – Departamento de Controle do Espaço Aéreo

Fique atento às principais dicas de segurança que foram abordadas durante a aula:

  • Tomar cuidado com o planejamento de voo,
  • Situação do local,
  • Topografia,
  • Obstáculos naturais e artificiais,
  • Aeroporto próximo,
  • Heliponto,
  • Região conflagrada,
  • Crie o objetivo do voo e planeje a rota para otimizar a bateria,
  • Sempre se posicione atrás da aeronave,
  • Decole a aeronave para altura de segurança, aproximadamente 2 metros de altura.

Quer dicas quanto ao pouso também? Sim, então acompanhe o que foi dito durante o webinar:

  1. Ficar sempre atento aos avisos do DJI GO4
  2. Manter atualização do software e Firmware do drone e do controle
  3. Fazer calibração da bússola e do IMU sempre que solicitado
  4. Fazer inspeção visual quanto a trincas
  5. Anualmente fazer uma limpeza e revisão geral com um técnico

DÚVIDAS

É claro que também surgiram dúvidas entre os alunos durante a apresentação, fique por dentro de uma delas agora.

Marcelo Rodrigues: ​Existe uma faixa de segurança (distância) com relação às redes de transmissão de energia e redes de celulares?”.

Cláudio Pereira Ribeiro: “As redes de celulares não influenciam nos drones, embora muita gente tenha medo. As faixas de celulares no Brasil hoje, não são faixas que trabalhem perto das faixas dos drones, pode ser que se você esteja meio metro de uma antena tenha uma interferência eletromagnética, mas também não se voa em uma distância dessa. Então, há 2, 3 metros de uma antena de celular você  não vai ter problema nenhum, porque não existe confusão entre as frequências, as frequências são completamente diferentes. Quanto a linha de transmissão, é bom manter uma distância de mais de 10 metros, elas geram campos magnéticos bem violentos e por isso se deve ficar há mais de 10 metros”.

SEMANA DE MAPEAMENTO AÉREO URBANO

Ontem foi só o primeiro dia da semana de conteúdo que a DronEng está disponibilizando aos alunos. Não fique de fora e participe você também!

Nossas aulas ocorrerão até sexta-feira, dia 10 de maio, e ficarão disponibilizadas aos participantes até o domingo, dia 12, lembrando que tudo de forma gratuita!

Os workshops sempre acontecerão um na parte da manhã, às 11 horas, e o outro a tarde, a partir das 17 horas.

Acompanhe o blog todos os dias dessa semana e fique por dentro das principais informações de cada aula. Te espero!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *