Altitude ortométrica e geométrica: transformações de altitudes

Tempo de leitura: 3 minutos

Com o uso da tecnologia GNSS em diversos processos da Engenharia, vários equipamentos e métodos ficaram mais eficazes para a execução da coleta de dados em trabalhos relacionados ao posicionamento. Dentro desta tecnologia é possível ver dois tipos de altitudes, sendo elas a altitude ortométrica e altitude geométrica.

Ambas altitudes estão relacionadas a uma superfície de referência, e é isso que diferencia os resultados encontrados em cada levantamento feito. A altitude ortométrica está relacionada ao geóide, que é uma superfície equipotencial gravitacional que coincide com o nível médio dos mares , no Brasil temos um datum no marégrafo de Imbituba em Santa Catarina .

Em contrapartida, a altitude geométrica está relacionada ao elipsóide, que é uma esfera ligeiramente achatada em seus polos. É a superfície utilizada para cálculo das projeções cartográficas e suas coordenadas na superfície terrestre. Este modelo é utilizado pois se trata de uma forma mais definida, sendo assim é desconsiderado as irregularidades existentes.

Na imagem acima você consegue visualizar as duas superfícies, o geóide e o elipsóide. Na mesma imagem é possível ver a altitude ortométrica representada por H, altitude geométrica representada por h, e a ondulação geoidal por N. A ondulação geoidal é a diferença entre as superfícies, sendo positiva quando o geóide está acima do elipsóide e negativa quando a situação é oposta.

No Brasil, grande parte da ondulação geoidal é negativa. Do litoral para o interior a ondulação vai se tornando positiva, assim como mostra a imagem abaixo:

Na cartografia geralmente é utilizado a altitude ortométrica, pois em alguns projetos como em obras de drenagem e hidráulicas, nestes casos a referência adequada é o geóide, já que fluxo dos fluídos será determinado pela gravidade do local, e não o elipsóide (correspondente à altitude geométrica). Porém é possível realizar projetos com a altitude geométrica, tudo depende do escopo do projeto.

A transformação de altitudes é realizada, pois quando é feito a coleta de informações com o drone, obtemos as altitudes geométricas do local. E para alguns projetos como citado acima é necessário a utilização de altitudes ortométricas, por esse motivo é realizado a transformação.

No entanto, é possível realizar as transformações das altitudes geométricas coletadas em campo para ortométricas. Para isto, é possível utilizar o software MapGeo 15 para realizar estas transformações, que mostra as informações da ondulação geoidal.

Para realizar a transformação das altitudes, é necessário a instalação do software MapGeo15 que se encontra neste link: Modelo de ondulação geoidal – MAPGEO2015

A transformação dos pontos pode ser realizada de maneira manual e automática. No primeiro caso, após inserir as coordenadas dos pontos que deseja transformar, o programa calcula o valor da ondulação geoidal, após isso, pode ser inserido esse valor na fórmula H = h – N para obter manualmente a Altitude Ortométrica do ponto. 

Já no caso automático, é possível realizar a transformação das altitudes através de um arquivo .txt. Este documento deve ser criado com base nas configurações mostradas na imagem acima: se primeiro vem a latitude (ou longitude) nas configurações, você deve colocar a latitude em primeiro lugar no arquivo .txt também. Após feito o processo, é possível exportar a ondulação geoidal de cada ponto.

Assim é possível obter as altitudes ortométricas de todos os pontos que desejar. E, gerar os produtos conforme o acordado com o seu cliente.

Em um projeto de mapeamento aéreo onde é utilizado pontos de apoio, basta realizar a transformação de altitudes dos pontos de controle que o software já faz a correção de todos os tie points.

Você já teve que realizar alguma transformação em seus projetos? Deixe seu comentário aqui nos contando como foi essa experiência.

Quer saber mais sobre isso? E conversar com um especialista para ver como podemos te ajudar?

Clique na imagem abaixo e aguarde seu contato. Estamos aqui para te auxiliar em uma jornada de qualidade na área de mapeamento aéreo com drones!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *