IPTU com drones: saiba mais sobre o assunto

Tempo de leitura: 4 minutos

Se você já ouviu falar do uso dos drones em cidades, como por exemplo no cálculo de IPTU, e tem dúvidas sobre esse assunto ou quer conhecer um pouco mais, fique comigo nesta matéria!

IPTU com Drones

Meu nome é Manoel Neto, eu sou engenheiro cartógrafo e fundador da DronEng Drones e Engenharia, a primeira e maior escola de topografia com drones, por aqui já passaram mais de 16.500 alunos até o momento.

O uso da cartografia associado com as técnicas de geoprocessamento se bem aplicados podem trazer muitos benefícios para a gestão dos municípios, uma base cartográfica da cidade atualizada ajuda na identificação dos problemas e na elaboração das soluções.

Vou apresentar um exemplo clássico do geoprocessamento, mas que mostra na essência o seu uso. Em 1854 houve uma epidemia de cólera em Londres, naquela época não se sabia que era cólera e muitas pessoas estavam morrendo. O Dr. Jhon Snow era o médico responsável pelo caso na época e tomou uma decisão importante, ele pegou um mapa da região central de Londres e começou a inserir uma cruz nos locais onde os óbitos ocorriam.

Ele notou uma grande concentração de óbitos em uma determinada região e então foi até o local com a sua equipe para analisar, chegando lá ele viu que tinha um poço de água, ao ver o poço ele teve um insight e mandou lacrar e a partir daquele dia começou a monitorar as mortes da região e notou que as mortes começaram a diminuir.

Foi então que ele levantou a hipótese da doença estar sendo transmitida pela água. Ao analisar a água sua equipe conseguiu identificar a cólera e então trabalharam a erradicação da doença em Londres. O Dr. Snow poderia ter analisado a situação de diferentes formas, porém somente quando ele espacializou os dados, ou seja, distribuiu em um mapa, foi quando ele pôde encontrar o foco do problema e consequentemente a solução. Além disso, após tomar a decisão ele fez uma análise temporal para constatar se a solução foi eficaz ou não.

Eu utilizei esse exemplo pra você ter uma dimensão de quantos problemas podem ser solucionados quando espacializamos os dados em um mapa e é exatamente esses benefícios que um município tem quando possui uma base cadastral atualizada. As grandes cidades já faziam o uso desta tecnologia, porém, o custo da fotogrametria tripulada era muito alto o que inviabiliza a sua utilização para a maioria dos municípios do país.

A chegada dos drones no mercado baixou os custos drasticamente e possibilitou que pequenas e médias cidades pudessem utilizar a tecnologia, pra você ter uma ideia o Brasil possui 5570 municípios dos quais 94% possuem menos de 100 mil habitantes então dá pra você ter uma dimensão de como os drones facilitaram o acesso para a maioria das cidades do país.

Bom, se tratando de oportunidades de utilização da tecnologia, a demanda principal dos municípios é o cálculo do IPTU, isso porque é muito comum as pessoas fazerem ampliações em suas propriedades e não atualizar a sua área construída, sendo assim, todos os municípios possuem um déficit em suas arrecadações, e o mapeamento aéreo é uma ótima solução para isto.

De forma simples através das imagens aéreas é possível mensurar o tamanho do terreno e das áreas construídas e confrontar com o valor cadastrado no banco de dados da prefeitura, se utilizado algum sistema de informação geográfica, após a inserção dos dados no sistema é possível realizar essas análises de forma automatizada.

Geralmente este tipo de demanda é ofertada por meio de licitações públicas e para participar da licitação sua empresa deve estar 100% regularizada, desde a constituição da empresa como nos órgãos competentes como ANATEL, ANAC, e Ministério da Defesa e para a execução do projeto é necessário pedir autorização para o DECEA para sobrevoar a cidade.

Se tiver alguma dúvida ou quiser complementar algo é só deixar aqui nos comentários abaixo.

Muito obrigado pela sua atenção, até o próximo drone minuto!

Venha conhecer também nossos cursos presenciais! Clique na imagem e abaixo e saiba mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *