Gerenciamento de Tráfego Aéreo dos Drones em discussão pela Nasa

Tempo de leitura: 1 minuto

Foi realizada nos dias 28,29 e 30 de Julho a UTM 2015, uma Convenção para Gestão do Tráfego de Sistemas Aéreos Não Tripulados (UAS). A convenção foi realizada em um centro de pesquisa da NASA na Califórnia e reuniu representantes de todo o mundo, envolvidos com a indústria dos drones, tanto órgãos governamentais, quanto civis.

A pauta foi basicamente:

  • Questões políticas, incluindo a privacidade e segurança
  • Mercados emergentes e operações
  • Estratégias para a gestão do tráfego em baixa altitude
  • Perspectivas internacionais

 

Novamente (como é de praxe nesse tipo de evento), uma das participações mais interessante foi da iniciativa privada, mais precisamente da Amazon, que através de Gur Kimchi (vice presidente do projeto Prime), mostrou algumas propostas interessantes para a gestão do tráfego dos drones.

A Amazon prevê a criação de faixas para voo em altura variável, até 60 metros para equipamentos amadores, lentos e sem conexão com a internet, de 61 até 122 metros, seria a área de tráfego rápido, aonde obrigatoriamente os drones devem possuir acesso a internet, para que possam se beneficiar de algoritmos de controle de tráfego que ficarão orquestrando tudo que ocorre para que não ocorram colisões, e acima de 122 metros, área proibida.

 

 

Sistema contra colisão de drones
Sistema contra colisão de drones

 

 

 

proposta-amazon-controle-tráfego-drones-300x200
Proposta Amazon para controle tráfego de drones

Fonte: Doctor Drone

 

 

Quer entender melhor sobre a ciência que está por trás do mapeamento aéreo com drones? Assista gratuitamente nossa palestra:

 

webinar_fotogrametria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *