Phantom 4 RTK: Drone de mapeamento de baixa altitude é lançado

Tempo de leitura: 2 minutos

Nesta segunda-feira (15), a DJI lançou em todo o mundo o Phantom 4 RTK, seu drone de mapeamento de baixa altitude que é compacto, porém preciso — o mais preciso da marca, até o momento.

O drone de levantamento aerofotogramétrico combina navegação e posicionamento com precisão na casa dos centímetros, tudo isso com um sistema imagético de alta performance, que reduz custos e dificuldades operacionais.

De acordo com Sunny Liao, diretor de enterprise da DJI, a empresa compilou “necessidades de ambos os mercados de mapeamento e levantamento com drones” e acredita que “esta iniciativa demonstra todo o comprometimento em reforçar o envolvimento e poder de inovação em diferentes empresas com gestão vertical, nas quais há uma demanda e potencial de crescimento substanciais”.

O drone conta com um novo módulo RTK, que concede dados de posicionamento cinemático em tempo real. Um drone sem esse sistema requer até 40 pontos de controle em solo (GCP) por quilômetro quadrado, o que leva várias horas para implementação. Já o Phantom 4 RTK tem esse sistema integrado. Ainda, em conjunto com o módulo de posicionamento RTK, é possível zerar a quantidade de GPC necessária, reduzindo o tempo gasto na instalação em até 75%.

Um módulo GNSS redundante, posicionado logo abaixo do receptor RTK, mantém a estabilidade de voo em áreas com sinal fraco, como é o caso de cidades muito populosas, por exemplo. E, além disso, o drone pode otimizar a segurança do voo enquanto garante a precisão dos dados coletados.

A DJI também adicionou aqui o novo sistema TimeSync, elaborado para alinhar continuamente o controle de voo com a câmera e o módulo RTK, também garantindo que o drone grave, em cada imagem, parâmetros da objetiva com calibração de fábrica, junto de parâmetros como posição e altitude.

Seu sensor CMOS de 1″ tem 20 megapixels, e o obturador mecânico facilita a obtenção de dados regulares em mapeamentos. O drone alcança uma distância de amostra do solo (GSD) de 2,74 cm a 100 metros de altitude, e, segundo a DJI, “a exatidão sem precedentes é devido ao fato de que cada uma das lentes das câmeras passa por um rigoroso processo de calibração no qual distorções radiais e tangenciais são medidas”.

Todos os dados são armazenados em um cartão microSD, com uma pasta para cada nova missão. E em áreas sem cobertura RTK, o Phantom 4 RTK permite que sejam usadas cinemáticas de pós-processamento (PPK). O tempo de voo é de até 30 minutos e o drone pode transmitir vídeos em 720p a uma distância de até 7km. Mais informações podem ser conferidas no site da DJI.

Assista o vídeo:

Fonte: https://canaltech.com.br/drones/drone-de-mapeamento-de-baixa-altitude-phantom-4-rtk-e-lancado-pela-dji-124774/

A DronEng irá testar essa tecnologia e iremos postar matérias sobre essa nova tecnologia. Ficou com alguma dúvida? Converse agora com um de nossos especialistas! 

6 Comentários


  1. Gostaria de saber como ele determina o Z, o X e Y não vejo problemas.
    Pelo que pude ver, não deixaremos de colocar pontos de controle para determinar a ALTITUDE,
    portanto não vejo grande valia no RTK, ou o Phantom 4 RTK determina o Z no ponto da foto?

    Responder

  2. Bom dia, o Phantom 4 RTK é compatível também com outras marcas de RTK ou somente a base da DJI?

    Responder

  3. Olá,
    Em média quantos hectares esse Drone consegue mapear por bateria ?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *