Acesse até domingo as aulas da semana de mapeamento aéreo urbano

Tempo de leitura: 5 minutos

A quarta-feira (08), da semana de mapeamento aéreo urbano, começou com a aula da Allana Pracuccio, estudante de Engenharia Cartográfica pela Unesp de Presidente Prudente. Como tema, ela falou sobre pontos de apoio.

Acompanhe aqui comigo as principais informações dessa aula! Se quiser saber mais e assistir tudo que foi passado sobre esse e outros conteúdos nas palestras acesse o link a seguir e escolha qual aula quer rever: https://conteudo.droneng.com.br/tkyp-semana-de-mapeamento-aereo-urbano

Só lembrando que as aulas ficarão disponíveis até dia 12 de maio, domingo dessa semana. Então não deixe para depois e consuma os conteúdos que estão sendo disponibilizados de forma gratuita para vocês.

PONTOS DE APOIO

De início, a aula explicou o que são os pontos de apoio. Portanto, pontos de apoio são pontos foto identificáveis, ou seja, são objetos, alvos e detalhes no terreno que irão aparecer nas imagens.

Existem dois grupos de pontos:

  1. PONTOS DE CONTROLE – são pontos de referência no solo que são utilizados no pós-processamento das imagens para aumentar a precisão dos produtos cartográficos gerados.
  2. PONTOS DE VERIFICAÇÃO – pontos que servem como indicadores de qualidade do projeto. Verificam a acurácia dos produtos cartográficos gerados.

Ainda como conteúdo da aula, foi explicado sobre os alvos naturais e os alvos artificiais. Acompanhe a seguir as características e as diferenças entre cada um deles.

  • Alvos naturais: geralmente se utiliza em projetos de área urbana, isso porque é uma área que se encontra maior detalhamento. Entre os principais detalhes utilizados da área urbana estão: canto da faixa de pedestre, demarcação de pare e canto de uma esquina.
  • Alvos artificiais: geralmente se utiliza em projetos de áreas rurais, isso porque é uma área em que não se encontra tanto detalhamento, são áreas homogêneas. É indicado que esses alvos sejam espalhados pelo terreno e logo em seguida seja feito o voo, para que não aconteça nenhum imprevisto e o ponto possa sumir.

DISTRIBUIÇÃO DOS PONTOS DE APOIO

Os pontos de apoio não podem ser colocados em lugares aleatórios, já que isso pode piorar os resultados no processamento ao invés de melhorar. Confira algumas dicas que foram ditas durante a palestra:

  1. Distribuir pontos nas extremidades da área
  2. Distribuir pontos em locais com grande variação de altitude
  3. Distribuir pontos nas sobreposições entre os voos
  4. Distribuir os pontos de forma homogênea em toda a área mapeada
  5. Distribuir pontos de verificação

Para saber mais sobre pontos de apoio, também acesse nossa matéria do blog: http://blog.droneng.com.br/pontos-de-apoio/

Saiba, a seguir, qual foi uma das perguntas realizadas pelos alunos durante a aula. Para ver todas as dúvidas veja a aula na íntegra.

Denis: “Qual o tamanho do alvo em relação ao GSD?”.

Allana Pracuccio: “O indicado é que a gente utilize o tamanho do alvo de 10 a 12 vezes maior que o GSD, então se o seu GSD é de 4 cm, é bom você utilizar um alvo de no mínimo 40 cm”. 

PROCESSAMENTO

A aula de ontem, das 17 horas, também foi conduzida pela Allana e teve como tema o Processamento.

Utilizando o programa Agisoft Metashape, foi mostrado aos alunos passo a passo de um processamento de dados com o uso desse software. Assim como a aula do dia anterior, essa também foi totalmente prática e muito útil para quem assistiu.

Caso você ainda não tenha visto, vá até lá e veja como realizar um processamento.

Durante a aula surgiram algumas dúvidas, acompanhe uma delas a seguir:

Facev Campo: “Após realizar a otimização, se a acurácia não ficar boa, posso alterar meus pontos de controle para check ou vice versa e realizar a otimização novamente? Ou tenho que alinhar e otimizar novamente?”.

Allana Pracuccio:Nesse processo se você fizer essa alteração você tem que fazer o segundo alinhamento novamente e otimizar também, porque o software vai ter feito o segundo alinhamento e a otimização em cima dos dados anteriores. Então, se antes era um ponto de controle e agora é um ponto de check, o software precisa processar outra vez para não incluir aquele ponto. Lembrando que no processamento em relação ao pontos de apoio, um ponto de controle influencia todos os outros pontos de controle que estão naquela região”.

Além disso, durante a palestra surgiram muitas dúvidas sobre as mudanças que aconteceram do Agisoft Photoscan para o Agisoft Metashape. Clique no link a seguir e fique por dentro disso com uma matéria do nosso blog:
http://blog.droneng.com.br/agisoft-metashape-quais-as-principais-mudancas/

ÚLTIMOS DIAS DA SEMANA DE MAPEAMENTO AÉREO URBANO

Já estamos chegando aos últimos dias da semana de mapeamento aéreo urbano, mas ainda dá tempo de participar e receber o conhecimento dessas aulas.

E além disso, você está precisando de um curso online gratuito de mapeamento aéreo urbano com drones? Todo dia a Droneng está sorteando um curso desses para vocês participantes da semana de workshops.

Acompanhe os webinars de hoje e receba todas as instruções para participar!

As aulas da semana de workshops vão até na sexta-feira, dia 10 de maio, e ficarão disponíveis na plataforma até no domingo, dia 12 de maio.

Lembrando que é tudo gratuito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *