Agisoft PhotoScan: Mapas através de drones

Tempo de leitura: 4 minutos

Todo surgimento de mercado passa por diversas fases. O mercado dos drones não é diferente: no primeiro momento tivemos a validação da plataforma, quando era comum nos depararmos como dúvidas do tipo: Será que o drone é seguro? É estável? É eficiente? Estas perguntas foram respondidas com o desenvolvimento deste mercado e, principalmente, com a popularização que trouxe mais pessoas envolvidas e focadas em suprir estes gargalos.

Em um segundo momento, os desafios eram em relação aos sensores embarcados, principalmente as câmeras de pequenos formatos, as famosas DSLR. O mais interessante é que ao mesmo tempo que este é um assunto recente, já é um tema de pesquisa bastante antigo na Engenharia Cartográfica. Dentro do ramo de pesquisa da Fotogrametria, esse é um campo que há décadas já estuda a possibilidade de realizar mapeamento aéreo com câmeras de pequeno formato.

3

Após a validação do conjunto plataforma (drone) e sensores (câmeras), o desafio era validar os produtos gerados por este sistema e verificar se é confiável para aplicações de engenharia. Em 2013, eu participei desta fase diretamente e após chegarmos aos mesmos resultados da Fotogrametria “Tradicional” (com aeronaves tripulados) notei que este mercado iria revolucionar a Fotogrametria.

batmap_com_logo

Nesta fase em específica, o principal gargalo era a capacidade do software de processar os dados provenientes dos drones. Na universidade aprendemos que a variação máxima angular no momento de tomada da foto deveria ser de 3°, esta variação, denominada como ângulo de cambage, como a aeronave sofre influência do vento. Ela está sujeita a variações angulares em torno dos seus eixos, como você poder ver na figura a seguir:

4  

O drone, por ser mais leve essa variação é ainda maior, chegando muitas vezes em 20°, principalmente em aeronaves de asas fixas onde a influência do vento é maior. Devido a isso os softwares tradicionais não eram capazes de processar os dados. A partir daí que na época começamos a pesquisar softwares específicos para drones e encontramos um software russo chamado Agisoft PhotoScan.

AGISOFT PHOTOSCAN

Este software já era bastante utilizado para modelagens 3D, ou seja, para gerar modelos tridimensionais de estátuas, prédios, objetos, pessoas e afins. Com o crescimento do mercado dos drones, a empresa adaptou o seu software para processamentos de imagens aéreas. Este software possui um algoritmo de visão computacional chamado SIFT (Scale-Invariant Feature Transform), que realiza a busca dos pontos homólogos onde a escala é invariante. Isso quer dizer que ele consegue fazer a busca independente das variações angulares no momento da capturadas imagens.

Agisoft PhotoScan

Ao utilizar o Agisoft PhotoScan pela primeira vez ficamos realmente surpresos com a eficiência deste software ele consegue processar milhares de imagens de maneira rápida, fácil e intuitiva. Com foco na usabilidade para usuários não profissionais, este software é ideal para quem esta entrando neste universo de mapeamento aéreo com drones e busca um software de fácil compreensão.

Aqui na Droneng nós brincamos que com o Agisoft PhotoScan você “cospe dados” e ele “cospe resultados”. Essa brincadeira surgiu da eficiência deste software ao processar dados de projetos onde a captura das imagens não ofereceu uma qualidade aceitável. Além de ser um software muito eficiente, o PhotoScan é o software mais barato da categoria, custando $ 3.500 dólares.

Hoje o drone para mapeamento aéreo já é uma realidade e diversas pessoas já estão buscando capacitação para aproveitar este mercado que cresce exponencialmente. Pensando nesta demanda, a Droneng lançou um Curso Online de Processamento de Dados utilizando o software Agisoft PhotoScan.

As aulas são gravadas em vídeo e assim que seu pagamento é confirmado você recebe automaticamente seu login e senha de acesso, aqui na Droneng nós acreditamos que o conhecimento é contínuo, portanto, você tem acesso às aulas por 3 meses, podendo assistir quando quiser e quantas vezes quiser! Dessa forma você consegue fazer o curso de acordo com seu horário, no seu ritmo e no conforto da sua casa.

Dentro do conteúdo do curso, disponibilizamos três projetos para você treinar bastante e ficar profissional no processamento de imagens aéreas de drones. Caso surja alguma dúvida você terá acesso a um grupo de discussão no Facebook, onde terá contato com outros alunos e comigo! Lançamos o curso no dia 13 de outubro de 2015 e fechamos a primeira turma com 110 alunos!

Nós realizamos um webinar em parceria com o portal MundoGeo onde realizamos um processamento básico com o Agisoft PhotoScan, assista gratuitamente através do link:

 

 Reserve sua matrícula para a próxima turma através do link abaixo:

agisoft_photoscan

2 Comentários


  1. Este curso utiliza um soft Russo. Ele é apresentado em ingles ou portugues ? È de facil compreensão e aplicação ?

    Responder

    1. Olá Cesar, tudo bem?

      O curso é produzido pela Droneng, ele é todo em português, o software também possibilita a troca de linguagem para português,

      O curso é bem didático e de fácil compreensão,

      Obrigado pelo comentário,

      Forte abraço!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *