Saiba o que Drones e Agricultura tem em comum!

Tempo de leitura: 5 minutos

Não é de hoje que os drones são usados em diversos segmentos sobretudo na agricultura de precisão. Esse post está sendo escrito para que eu possa compartilhar com você um pouco das minhas impressões ainda na graduação e posteriormente na Droneng sobre Agricultura com Drones.  

Atualizado em 26-07-2018
Lembro-me quando conheci os Drones em 2013, a primeira coisa que meio veio à cabeça foi: – “Essa tecnologia vai revolucionar o mercado!”. 

Você consegue enxergar o terreno exatamente como ele é no seu computador e ainda mais, através de uma realidade virtual (3D), como sempre gostei de tecnologia foi a Fotogrametria que me prendeu a atenção, era a única matéria na qual eu gostava de estudar, mesmo sendo indiscutivelmente a mais difícil da graduação, era a única que me dava prazer em estudar.

Porém, depois de formado não tinha muitas opções no mercado para atuar nesta área, por ser uma ciência muito cara, existem poucas empresas que trabalham com esta tecnologia no país sendo muito restrito o acesso a esta tecnologia.

Primeiros passos

Logo quando me formei fui trabalhar em uma empresa de fotogrametria, porém, era responsável pelo setor de topografia coordenando os projetos de apoio de campo (Pontos de controle), é como você assistir um show de seu artista preferido, mas está a centenas de metros do palco.

Quando me mudei pra São Paulo tive a oportunidade de trabalhar com Fotogrametria, era a chance que eu procurava, esse foi o começo da minha paixão por esta ciência, neste mesmo trabalho conheci os Drones, a empresa foi uma das pioneiras a apostar nos Drones nas geotecnologias e eu fui o responsável por realizar as pesquisas técnicas e testar se os produtos gerados pelos Drones se aproximavam da “Fotogrametria Clássica”.

Os primeiros testes foram surpreendentes foi quando eu pensei “Essa tecnologia vai revolucionar o mercado”, então comecei a acompanhar o mercado internacional e pra minha surpresa não tinha referências internacionais sobre projetos de fotogrametria realizados com Drones.

Foi quando em agosto de 2013 a GIM International (O maior veículo de comunicação de geotecnologias do mundo) lançou uma edição especial de Drones, nesta edição muitos dos projetos que eu idealizava tinham sido executados, foi à prova de que realmente esta nova tecnologia veio pra ficar.

A feira MundoGeo Connect 2013 ouvi de muitas pessoas que não era possível realizar fotogrametria com Drones, poucas empresas apostaram, eram apenas dois expositores de Drones e um deles era a empresa em que eu trabalhava.

Mercado Brasileiro 

Essa é uma característica clara do mercado brasileiro o pessimismo, ao invés de testar a funcionalidade e depois opinar, o nosso mercado primeiro se convence de que não funciona, depois de provado a eficiência no mercado internacional o mercado nacional começa a se mexer, outro ponto também era o medo das grandes empresas de Fotogrametria de perder espaço no mercado, mas sempre antes de grandes mudanças o sentimento mais comum é a negação.

Em 2014 a Google e o Facebook foram primordiais para a popularização desta nova tecnologia, as duas maiores empresas de tecnologia do mundo disputavam a compra da Titan Aerospace, start-up americana que desenvolve projetos de Drones para voar em atitudes elevadas, movidos à energia solar.

A Google comprou a empresa que era considerada alvo potencial de aquisição pelo Facebook. Os valores do negócio não foram divulgados, mas em comunicado, a gigante de buscas informou que a equipe da Titan atuará no projeto Loon, que pretende levar internet aos mais distantes pontos do planeta com o uso de balões e, a partir de agora, aviões não tripulados.

Titan-Aerospace-Solara

 Na feira “MundoGeo Connect 2014” o cenário já era outro, o mercado se mostrava mais maduro, enquanto em 2013 eu tinha que explicar o que era os Drones e o que eles faziam, em 2014 os participantes já conhecia os potenciais da técnica e pesquisavam aplicações em suas realidade, eram dezenas de expositores de Drones, sem contar nos inúmeros grandes veículos de comunicação que estavam no evento em busca de mais informações sobre essa tecnologia revolucionária, era mais um indicador positivo do mercado que pude presenciar.

No entanto não se sabia o real potencial deste mercado, aqui no Brasil não temos dados relevantes devido a falta de legislação e regras claras, mas os Estados Unidos como sempre saiu na frente, em 2013 a AUVSI (Associação Internacional de Sistemas de Veículos Não Tripulados) realizou um estudo do impacto que os Drones vão causar em 2015 quando serão incorporados no espaço aéreo americano.

Segundo a pesquisa o impacto total até 2025 será de 13,2 bilhões de dólares, nos três primeiros anos este mercado irá gerar uma receita aos estados de 82,1 milhões de dólares chegando a 482 milhões em 2025, serão criados 34 mil empregos nas indústrias e 70 mil novos postos de trabalhos, é realmente um mercado muito promissor e não para por ai.

mercado_drones

 

Eles detalharam quais serão os principais seguimentos responsáveis por este impacto, segundo a pesquisa o mercado da agricultura será responsável por 80% deste impacto, sendo os outros 20% divididos entre segurança pública e outros (meio ambiente, construção civil e infraestrutura).

drones_agricultura

 

Panorama do Mercado 

O Brasil é um dos maiores exportadores de produtos agrícolas do mundo competindo diretamente com os Estados Unidos, para manter-se competitivo este setor investe constantemente em tecnologias, o objetivo é produzir mais com menos aumentando assim a eficiência do setor, por ter uma das maiores áreas produtivas do mundo.

O Brasil é o grande foco do mercado dos Drones internacional, em 2015 esta técnica continuará crescendo exponencialmente e validando a sua eficiência afinal, “A tecnologia é um caminho sem volta”.

Teremos muitas novidades em 2015 e uma delas será cursos de capacitação em Fotogrametria com Drones. 

Agora que você já sabe tudo sobre Drones e Agricultura, Baixe o e-book completo Drones na Agricultura! 

6 Comentários


  1. Ótimo trabalho
    Gostaria de receber mais informações

    Responder

  2. Caro Manoel.

    Bastante interessante e, no Brasil, revolucionário em suas aplicações.

    Nossa empresa possui algumas demandas complicadas que, entendo, possam ser simplificadas com esta tecnologia.

    Aguardo seu contato.

    AM

    Responder

    1. Caro Ari,

      Obrigado pelo contato, entrarei em contato para conhecer sua realidade e engajarmos uma solução viável ao seu negócio.

      Forte abraço!

      Responder

  3. Boa tarde Manoel,

    quando terá o curso de fotogrametria com drones?

    abs.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *