Phantom para Mapeamento Aéreo: qual a melhor versão?

Tempo de leitura: 4 minutos

Recentemente nós lançamos um Curso Online completo de Mapeamento aéreo com Phantom e uma das dúvidas mais frequentes que surgiram foi sobre as versões anteriores ao Phantom 4 – se também podem ser utilizadas para o mapeamento aéreo.

Se você não conhece o nosso curso de Mapeamento aéreo com Phantom, basta clicar no link disponível que você poderá acessar a página de cursos: https://cursos.droneng.com.br/ 

A primeira versão do Phantom, lançada em 2013, não possuía câmera acoplada, o que as pessoas faziam era acoplar uma GoPro ao equipamento e faziam os voos com esta câmera. A GoPro possui uma lente “fish eye” ou olho de peixe, que nada mais é que uma super grande angular, tão angular que as imagens são esféricas e distorcidas, que não são adequadas ao mapeamento aéreo.

A segunda versão, lançada em 2014, possui câmera embarcada, porém ela não possuía um gimbal que foi introduzido somente na versão Phantom 2 Vision Plus, ou seja, faz os movimentos de orientação da câmera e também reduz as vibrações, ele até poderia ser utilizado para mapeamento mas nenhum dos aplicativos de que tenho conhecimento são compatíveis com esta versão.

A partir da terceira versão, o Phantom começa a produzir resultados interessantes para mapeamento.

O Phantom 3 foi lançado em 2015 e possui 4 versões, o Standard, Advanced, Professional e 4K, basicamente a diferença entre eles é a capacidade de processamento dos vídeos, autonomia, e raio de operação. Para fins de mapeamento as diferenças são ínfimas, porque a distância focal, o tamanho do sensor e o tamanho da imagem são os mesmos para todas as versões, ou seja, a qualidade das fotos é a mesma, mas por conta destas diferenças que citei anteriormente, principalmente em relação ao raio de operação, é melhor utilizar as versões Advanced ou Professional para mapeamento.

A versão 4 do Phantom, lançada em 2016, melhorou ainda mais os resultados para mapeamento, principalmente por conta da autonomia que aumentou para 28 minutos (Na teoria! rs) aumentando a cobertura de área por voo. O sensor da câmera manteve-se o mesmo, mas nesta versão o sistema de lentes foi melhorado, o que elimina o problema de “olho de peixe ou fish eye”. Foi também inserido sensores de visão e sonar, para evitar impactos contra objetos durante o voo (Isso inclusive já me salvou durante os primeiros testes que fiz com o Phantom 4).

Figura 4 – Phantom 4

Posteriormente foram lançadas mais 3 versões do Phantom 4, as versões Advanced, Professional e Professional PLUS. Nestas versões a câmera foi melhorada, e a autonomia aumentada para 30 minutos (na teoria! Rs), basicamente o que diferencia o Phantom 4 Advanced do Phantom 4 normal é a troca da câmera para uma melhor, e a diferença do Advanced para o PRO foi o aumento de sensores de impacto, agora também na traseira do equipamento. A diferença da versão PRO do PRO PLUS é a estação de controle que vem acoplada ao Rádio, que inclusive eu não recomendo pois ela não permite a instalação de outros aplicativos.

Figura 5 – Linha Phantom 4

Existe ainda o MAVIC PRO, mas este equipamento foi desenvolvido principalmente para quem trabalha com filmagem, apesar de que ele também pode ser utilizado para mapeamento.

Figura 6 – MAVIC

Tantas versões disponíveis, mas qual é ideal para mim que estou iniciando no mercado de mapeamento aéreo? Bom, vai depender de quanto você quer investir! Vamos citar qual ordem é interessante para quem está iniciando neste mercado:

Você pode começar pelo Phantom 3 – Advanced ou PRO, depois para o Phantom 4 e por último o Phantom 4 PRO.

Dentre todas as versões citadas eu recomendo o Phantom 4 PRO, devido principalmente a qualidade da câmera e autonomia, além é claro da compatibilidade com todos os aplicativos de planejamento de voo.

Mas se você deseja entrar neste mercado de mapeamento aéreo, antes de comprar seu equipamento, é altamente recomendável se capacitar para entender todas etapas do mapeamento aéreo. Nesse ponto a Droneng pode te ajudar: temos curso online de mapeamento aéreo com Phantom, onde você pode acessar quando e onde quiser, e também cursos in company, ou seja, você ou sua empresa podem vir até a nossa sede fazer o treinamento conosco ou então nós vamos até a sua empresa fazer o treinamento da sua equipe.

Espero ter ajudado vocês a conhecer um pouco mais da série Phantom. Qualquer dúvida, crítica ou sugestão é só comentar abaixo, até a próxima!

Por: Anderson Arias

2 Comentários


  1. Boa noite… Tenho um mi drone 4k, com excelentes características, mas um software de controle pobre perto do DJI. Gostaria de saber se há possibilidade do uso do mesmo para mapeamento. Obrigado.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *