fbpx

Pontos de apoio: o que é e como usar?

Tempo de leitura: 5 minutos

Você tem dúvidas sobre pontos de apoio? O que é? Por que usar? Como usar? Então fica comigo nesta matéria que eu vou explicar pra você.

Meu nome é Manoel, eu sou engenheiro cartógrafo e fundador da DronEng, nós estamos no mercado desde 2014 ensinando profissionais a utilizarem os drones em projetos de engenharia e por aqui já passaram mais de 16 mil alunos.

Bom, então vamos começar explicando o que são pontos de apoio!

Pontos de apoio

São pontos foto identificáveis, ou seja, são detalhes no terreno que aparecerão nas imagens aéreas fotografadas pelos drones ou aviões tripulados, no qual esses detalhes são chamados de alvos e podem ser naturais ou artificiais.

Os alvos naturais são detalhes já existentes no terreno, como por exemplo, faixa de pedestre, letras de sinalização como a letra PARE, quinas de guias ou algum outro detalhe visível. Para definir um alvo natural tem que tomar o cuidado dele ser grande suficiente para aparecer na imagem, então nós aconselhamos um tamanho de 12 a 15 vezes o GSD definido no projeto.

É importante que o detalhe que você escolha tenha uma intersecção bem definida, tanto para você posicionar o receptor gps, quanto para marcar este ponto posteriormente na imagem durante o processamento.

 

 

O ponto positivo de se utilizar um alvo natural é que você pode efetuar o voo antes da coleta do ponto, pois este ponto não será removido do terreno permitindo que você realize a coleta do mesmo após o voo. O ponto negativo é que você fica limitado às regiões onde possuem os alvos não tendo muita flexibilidade na escolha.

Os alvos artificiais são implementados no terreno por meio de marcações que podem variar entre uma cruz e intersecção de quadrados ou triângulos. Novamente é muito importante destacar bem a interseção dos alvos para que seja possível realizar a coleta dos pontos e mensuração na imagem, aqui também se aplica a regra do tamanho que já citei de 12 a 15 vezes o GSD do projeto.

O material utilizado para realizar os alvos podem ser diversos, em terrenos rígidos como o asfalto e calçadas por exemplo, nós sugerimos o uso de tinta branca, já em terrenos de terra ou grama sugerimos o uso de cal para a marcação. Além disso, você também pode utilizar alvos móveis confeccionados com TNT, por exemplo, nesse caso você faz a distribuição dos alvos e após a coleta e o voo retira os alvos do terreno.

Agora que você já sabe o que são Pontos de Apoio, vamos entender o porque utilizá-los.

Por que utilizar Pontos de Apoio?

Na cartografia os projetos são sempre referenciados a algo e sempre haverá erro em relação a referência, o seu papel como profissional é controlar e mitigar esses erros para que o projeto se enquadre à precisão e acurácia prevista no escopo do projeto.

O processo de mapeamento aéreo consiste em fotografar o terreno, processar essas imagens pixel a pixel e projetar esses pixels no terreno fazendo assim a modelagem 3D do mesmo.

De acordo com a Fotogrametria, a ciência por trás do mapeamento aéreo, no processamento das imagens existe a orientação relativa. Quando o terreno é gerado, porém, ele não está posicionado no lugar exato no terreno e somente quando utilizamos uma referência em solo, como os pontos de apoio, é realizado a orientação absoluta do modelo, aí sim neste caso ele estará no local exato no terreno com alguns centímetros de erro que você pode atestar no relatório de processamento.

No mapeamento aéreo com drones, o ponto de referência das imagens é o GPS embarcado no drone, este é um GPS de navegação, como o próprio nome diz, o objetivo é navegar, se orientar e não determinar um ponto, devido a isto, este tipo de receptor apresenta um erro posicional de 5 a 30 metros, estes erros são aleatórios e não dá pra prever qual será o erro no projeto.

No processamento das imagens, o software vai utilizar as coordenadas do GPS do drone como ponto de referência para georreferenciar as imagens projetando este erro no resultado final. Quando utilizamos pontos de apoio, estamos inserindo uma referência de maior qualidade, pois os pontos de apoio devem ser coletados com receptores geodésicos RTK ou pós-processado, este tipo de equipamento apresenta uma acurácia milimétrica, e no caso do RTK, centimétrica.

Neste caso, o software ao invés de usar as coordenadas das imagens como referência utiliza as dos pontos de apoio transferindo esta qualidade para o produto final, que agora ao invés de ter uma acurácia métrica terá uma acurácia centimétrica. Então esse é o principal objetivo da utilização dos pontos de apoio, aumentar a precisão e acurácia do projeto.

Entre os pontos de apoio existem os pontos de controle e os de verificação, mas esta parte eu vou falar em uma próxima, além de responder esta pergunta: Quando eu devo utilizar pontos de apoio? Em quais tipos de projeto?

Bom é isso, aqui eu passei um geral sobre tudo, ficou claro pra você? Deixe seu comentário aqui embaixo, caso tenha ficado alguma dúvida é só perguntar aqui também que nós iremos responder.

Quer saber mais sobre isso e conhecer todos os cursos que a DronEng oferece? Entre em contato agora mesmo com nossos especialistas e fique por dentro de tudo. Clique na imagem abaixo e aproveite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *